img-cardapio

Descubra como variar o cardápio da semana!

Na hora que vamos cozinhar, parece que faltam ideias! Olhamos nos armários e na dispensa, mas nenhum prato diferente vem à cabeça. Esse é um problema muito comum e, para que isso não aconteça mais, continue lendo nosso artigo e aprenda a variar o cardápio semanal.
Como variar o cardápio

Antes de tudo, vamos ao porquê disso acontecer. Normalmente, o que acontece é que deixamos para a última hora a decisão do que fazer. Portanto, o primeiro passo para que isso não seja mais um problema é pensar com um pouco de antecedência. Explicamos melhor abaixo:

Varie o cardápio com um pouquinho de planejamento

Existem muitos blogs e sites que dão dicas e até ensinam como preparar alguns pratos diferentes para o dia a dia. Aproveite o universo digital e veja as opções que são mais atraentes para você e sua família.

Assim que já estiver decidido quais pratos irá fazer, basta anotar todos os ingredientes direitinho e ir às compras! Ir ao supermercado já tendo em mente (e em uma listinha, é claro) exatamente o que precisa é ideal para economizar tempo e dinheiro.

Agora, com as etapas anteriores já concluídas, só o que falta é distribuir as receitas para os dias da semana. Por exemplo:

Segunda-feira: macarrão com brócolis e tiras de peito de peru. Brigadeirinho para sobremesa.

Terça-feira: salada de beterraba e grão de bico, bife à parmegiana e arroz integral.

E assim por diante, até que os dias da semana estejam preenchidos. Com o tempo, você poderá testar novas combinações e ficará expert no assunto!

O que não pode faltar no cardápio da semana

Do ponto de vista nutricional, o ideal é que proteínas, carboidratos e gorduras (as boas, encontradas no azeite e nos peixes de águas profundas, como o atum, a sardinha e o salmão) sejam consumidas equilibradamente, ou seja, nas devidas proporções.

Um praticante de musculação, por exemplo, demanda mais proteínas em seu pós treino. Já uma pessoa que quer perder peso, pode optar por refeições com mais legumes e verduras, sem deixar de lado outros alimentos, como peixes e arroz integral. Evite receitas gordurosas ou que utilizem muito óleo na hora de fazê-los.

Por isso é sempre vantajoso planejar o cardápio semanal: você consegue distribuir os nutrientes muito bem, atribuindo a sua família uma saúde melhor.

É importante ressaltar que, como ninguém é de ferro, escolher um prato calórico ou não tão saudável está permitido, desde que isto não se torne constante.

Como conservar os alimentos e organizá-los melhor?

Agora que o cardápio semanal está diversificado, o número de alimentos em sua geladeira/despensa, por consequência, aumentou. Portanto, vamos mostrar como conservá-los e organizá-los adequadamente.

A nossa dica para conservar os alimentos na geladeira e, assim, poder reaproveita-los mais algumas vezes, é optar por potes plásticos na hora do armazenamento. Os potes plásticos herméticos podem ser utilizados para legumes, verduras, frios e muito mais.
Potes plásticos com tampa

Caso queira saber mais sobre cuidados para conservar alimentos, leia Como armazenar alimentos em potes plásticos na geladeira?

Já para os armários e dispensa, caixas organizadoras são mais úteis. Com elas, é possível dividir os alimentos facilmente e, caso queira, até etiquetá-las de acordo com o conteúdo de cada uma.

Pote plástico hermético

Também temos em nosso blog, um artigo que pode te ajudar a organizar sua despensa com as caixas organizadoras, clique aqui e saiba mais.

Separamos 5 combinações para facilitar

Como a rotina é, muitas vezes, extremamente corrida, trouxemos algumas combinações de pratos para que você possa se basear na hora de montar seu cardápio semanal:

1- Arroz, feijão, rocambole de carne e salada de alface e pepino;

2- Ravioli ao molho branco com tiras de frango grelhado;

3- Frango com legumes grelhados e arroz integral;

4- Sopa de legumes com pedacinhos de carne (escolha perfeita para esses dias frios de inverno);

5- Salada de alface/tomate e arroz integral com filé de peixe e batatas

Existem algumas iguarias que acabam sendo esquecidas, porém, quando relembradas podem dar um toque especial a uma receita que parecia comum. O feijão preto é um bom exemplo disso.

Outra dica é reutilizar as sobras criativamente. Exemplo: se no almoço foi usado salada de couve flor, para o jantar é viável transformá-la em couve-flor gratinada. A essência é usar o mesmo ingrediente para criar diferentes sabores!

Reveja os benefícios do cardápio semanal

Durante o texto, foram citados (direta ou indiretamente) benefícios de se estabelecer um cardápio às semanas. Vamos a eles novamente, para finalizar com chave de ouro!

Economia de tempo: tanto na hora do supermercado, quanto na hora de preparar as refeições, quando você já sabe o que vai fazer, otimiza-se o tempo.

Economia de dinheiro: não será desperdiçado dinheiro durante as compras, uma vez que será comprado apenas o que for usar.

Melhor condição de vida: do ponto de vista nutricional, resulta em hábitos mais saudáveis. Do ponto de vista familiar, as variações agradam ao paladar de todos!

Aumento nas habilidades culinárias: a prática leva à perfeição! Suas habilidades na cozinha vão aumentar continuamente.

E aí, gostou do artigo? Diga nos comentários quando vai começar a montar seu cardápio semanal e cadastre-se em nosso blog para receber dicas práticas sobre o dia a dia. Até a próxima!



Compartilhar

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *