Dicas para se destacar como chef de cozinha e consevar melhor os alimentos em potes plásticos

act_pleion_post_blog_chefs_de_cozinha_01

Restaurantes costumam ser empreendimentos de difícil sobrevivência no mercado por conta da grande concorrência e da demanda de detalhes e de verba que devem ser considerados para a manutenção da qualidade a longo prazo. O mundo gastronômico é repleto de aprendizados diários e de muita dedicação.

Para ser um chef respeitado e conhecido no meio, é necessário ter muita técnica, experiência e estar em constante evolução. Nenhuma faculdade de gastronomia concede a formação de Chef, o diploma te torna gastrólogo. O título de chef, é adquirido com os anos de profissão, depois de muito trabalho e estudo e de passar por todas as áreas de um restaurante (cozinha quente, confeitaria e panificação). A não ser que você abra seu próprio negócio e se nomeie Chef, o caminho será esse.

Estar nesse ramo implica ter pelo menos um pouco de conhecimento prévio e informações sobre todas as variáveis que podem influenciar na cozinha. Confira algumas estratégias práticas para saber quais habilidades trabalhar  e ganhar mais experiência como cozinheiro ou chef.

(mais…)



Compartilhar

Compartilhar:

Leia Mais

Aumente o rendimento da sua padaria com a ajuda de potes plásticos

padaria

Um ramo muito popular em nosso país, é o de panificadoras. Comprar pão fresquinho pela manhã ou no final da tarde e tomar café é um hábito muito comum do brasileiro e vem se mantendo tradicionalmente há décadas e gerações. Isso já é um ponto importante a favor dos proprietários e trabalhadores de uma padaria.

Um grande desafio, é fazer com que as pessoas que já frequentam outras padaria, passem a frequentar a sua, e que outras pessoas que ainda não frequentam nenhuma, comecem a frequentá-la também. Atentando-se a algumas dicas é possível aprimorar ainda mais os serviços para atrair a clientela e executar um trabalho de qualidade e dedicação para que os clientes sejam fidelizados.
(mais…)



Compartilhar

Compartilhar:

Leia Mais

Aprenda a fazer feira e a utilizar caixas plásticas para conservar os vegetais.

fazer feira

Com a rotina corrida, muitas vezes acabamos comprando os vegetais em supermercados e hortifrútis, porém nem sempre esses lugares são os mais baratos ou com melhor qualidade e variedade. As feiras livres ainda são imbatíveis em diversos aspectos, e assim como nos supermercados, há alguns truques e dicas para você economizar ainda mais. Veja só:

– O melhor horário para comprar com economia é perto do final da feira. Essa hora é conhecida como xepa e é quando os feirantes mais precisam vender. Quem se beneficia é o consumidor, mas fique atento à qualidade dos produtos frescos e certifique-se de encontrar frutas, verduras e legumes bonitos e baratos.

– Leve o dinheiro trocado em notas de 2, 5 e 10 (nunca de 50 e 100) para facilitar a negociação com os feirantes. Assim, além de facilitar o troco, se você for pedir desconto é mais fácil conseguir um bom preço já tendo a quantia certa em mãos.

fazer feira (mais…)



Compartilhar

Compartilhar:

Leia Mais

Como prolongar a vida útil de alimentos da culinária oriental em potes plásticos e outras curiosidades.

Como prolongar a vida útil de alimentos da culinária oriental em potes plásticos e outras curiosidades

Juntamente com um bom churrasco ou uma generosa feijoada, a culinária oriental, em especial os sushis, também tem se tornado uma escolha muito popular para a maioria dos brasileiros. Para quem ama comida japonesa, se interessa por este tipo de cultura, tem ou pensa em abrir um restaurante oriental, essas dicas e curiosidades podem ser muito valiosas, já que a qualidade e fidelidade gastronômica estão fortemente ligadas à tradição original de um determinado local.

É claro que com o tempo, algumas adaptações e mudanças naturais podem surgir, mas nada que comprometa a essência e a beleza cultural que existe por trás de tudo.

Atualmente, com os refrigeradores e recipientes adequados, ficou muito mais fácil guardar e manter os ingredientes sempre frescos. As caixas plásticas podem ser a solução perfeita para armazenar e transportar legumes, peixes, sushis e todo tipo de ingredientes da culinária oriental. Dessa forma tudo se mantém limpo e organizado e você ganhará muito mais tempo e espaço na cozinha!

As caixas estão disponíveis em diversos tamanhos, fazendo com que você possa escolher as que mais se adequem à sua demanda. Veja o exemplo na imagem abaixo:

potes plásticos

Outra boa opção para guardar utensílios da culinária oriental é utilizar organizadores como os da Pleion para manter os hashis (“talheres” usados em países como China, Japão, Vietnã e Coréia) da sua casa ou restaurante sempre limpos e organizados. Reserve um nicho do organizador para deixar os hashis à disposição e servir como uma alternativa aos talheres tradicionais.

Não se esqueça: peixes precisam, obrigatoriamente, serem armazenados com refrigeração adequada. Do contrário, estragam com facilidade.

Mais curiosidades sobre a culinária oriental

O Sushi foi criado quase que acidentalmente! No início era apenas uma forma de conservar o peixe, que depois de salgado recebia uma camada de arroz, esta, retirada antes da preparação. Somente nos últimos 100 anos o sushi deixou de ser um método de preservação do peixe e se transformou no prato que conquistou o Japão e o mundo.

Os hashis normalmente são feitos de madeira, bambu, marfim, metal ou até mesmo de plástico e devem ser manuseados com a mão direita, entre o dedo polegar e os dedos anelar, médio e indicador. Eles servem para apanhar e pinçar delicadamente pedaços de comida ou empurrá-los diretamente da tigela para a boca.

Os hashis devem ficar sempre juntos, paralelamente à mesa, não deixe que fiquem abertos, separados um do outro, um de cada lado do prato ou sobre tigelas – utilize os apoios próprios para colocá-los. Brincar com os hashis é mal visto e sinal de má educação à mesa. Assim como apontar os hashis para alguém, gesticular, limpar suas pontas com a boca ou usá-los para puxar tigelas.

O sushi pode ser apresentado em diversas formas e variedades. O temaki, por exemplo, é um sushi em formato de cone. O chirashi, arroz com peixe em cima servido em uma tigela, também pode ser considerada como outra variedade. Todo sushi tradicional deve ser comido em uma única mordida e com os dedos. Apenas o sashimi deve ser consumido com o auxílio dos hashis.

O preparo do sushi é uma atividade tipicamente masculina. O motivo é que a temperatura das mãos das mulheres, tidas como mais quentes que as dos homens, poderia alterar o sabor do peixe.

Todo peixe preparado para fazer sushis precisa de um tratamento com sal e vinagre. Além de amenizar o cheiro forte que do peixe cru, isso mantém a coloração e a umidade do peixe.

Posicione e facilite o manuseio dos cortes de sushi com organizadores de divisórias e tampa. Isso fará com que os ingredientes não se misturem, o odor seja controlado e o transporte seja seguro, caso necessário. É uma ótima opção de conservação também caso haja a necessidade de ir ao refrigerador.

Eles também auxiliam no preparo, deixando os ingredientes separados e prontos para serem utilizados em sushis e temakis:

organizadores de divisórias e tampa para culinária oriental

Você conhece mais alguma curiosidade sobre a culinária oriental? Conte para a gente nos comentários!

Fale conosco

Muito além de armazenar comida japonesa, os potes, caixas, bacias e organizadores plásticos podem ser usados para uma infinidade de coisa, tanto em casa quanto em empresas. Quer saber mais sobre essa alternativa com ótimo custo benefício? Baixe o nosso e-book sobre o tema:

Pleion é Muito MultiUso



Compartilhar

Compartilhar:

Leia Mais