ATENDIMENTO PLEION: (11) 4162.6210

Garantia de qualidade em plásticos para o seu negócio

Pague em até 48X no cartão BNDES

Veja os artigos completos em nosso blog.

07/06/2017 - 14:13
A chegada do mês de junho traz, além de um friozinho aconchegante, algumas datas comemorativas, como a Festa Junina e o Dia dos Namorados. Nesse artigo vamos te mostrar um cardápio (com direito a entradas, acompanhamento e até sobremesa) que combinam perfeitamente com um jantar a dois, para você surpreender aquela pessoa especial! Muitos casais acabam passando nervoso no Dia dos Namorados: restaurantes e bares abarrotados de pessoas impedem que o casal tenha uma noite agradável. Além disso, pode ser difícil estacionar o carro e até fazer as reservas, dependendo do local escolhido. Para que tanta dor de cabeça? Nesse dia 12 de junho, comemore em casa e impressione o seu parceiro! Lembrando também que “Dia dos Namorados” é um nome simbólico, então, você que é casada (o), não deixe de pôr a mão na massa e ter uma noite sensacional! Ainda se confunde na hora de cozinhar? Veja o nosso artigo: Como se preparar para cozinhar? Agora, vamos às receitas: Para a entrada A entrada é opcional, portanto, caso queira começar com um prato principal, não há problemas! Caso contrário, seguimos com duas entradas diferentes: salada e croutons! Nada impede que você combine as duas... Salada de Folhas com Atum Ingredientes: 1/2 maço de rúcula; 1/2 pé de alface lisa; 1/2 pé de alface crespa roxa; 1 lata de atum em conserva escorrido (cerca de 170 g); 1 xícara (chá) de palmito em rodelas; 1 xícara (chá) de ovos de codorna cozidos e cortados ao meio. Preparação: Lave as folhas; Acomode-as nas bordas do recipiente onde será servida a salada; No centro, coloque o atum, o palmito e os ovos de codorna; Feito isso, tempere a gosto! Uma dica para esta salada é fazê-la em dois recipientes pequenos, assim, na hora de servir o resultado é excelente: dá um toque de capricho ainda maior! Croutons Croutons, para quem não sabe, são aqueles pedacinhos crocantes e temperados de pão, muitas vezes servidos como aperitivo em pizzarias e restaurantes. O que muita gente desconhece é a facilidade em fazê-los! Veja abaixo: Ingredientes: 6 fatias de pão de forma; 1 colher (sopa) de manteiga derretida; 6 colheres (sopa) de azeite de oliva; Orégano a gosto; Manjericão seco a gosto; Sal a gosto; Pimenta do reino a gosto. Preparação: Tire a casca das fatias do pão de forma e corte-as em cubinhos. Tente manter um tamanho uniforme; Numa forma, coloque a manteiga derretida e os cubos de pão; Agora, misture com os demais ingredientes, ainda na mesma forma; Leve ao forno pré-aquecido (200°) e deixe até dourarem, o que leva cerca de 15 minutos. Você pode dar mais uma misturada nos ingredientes no meio do processo (aos 7-8 minutos). Retire do forno e espere esfriar um pouco para servir. Para o prato principal: Macarrão com Muçarela, Bacon e Tomates Trouxemos uma receita infalível para o principal da noite! Ele resulta em um prato colorido e muito saboroso, que agrada a todos! Se o bacon não puder ser consumido, devido a uma dieta ou problemas de saúde, ele pode ser substituído por peito de peru. Ingredientes: 500 g de macarrão caracolinho, parafuso ou espaguete, cozido e escorrido; 300 g de bacon cortado em cubinhos; 3 tomates cortados e sem semente; 1 cebola grande picada; Salsinha a gosto; 3 colheres (sopa) de maionese; 2 dentes de alho picados; 2 colheres (sopa) de azeite; 350 g de muçarela ralada ou picada; 50 g de queijo ralado. Preparação: Doure o bacon em uma panela ao fogo; Acrescente azeite, alho, tomate e cebola; Coloque em um refratário o macarrão, a maionese, a salsinha, a muçarela e os ingredientes refogados; Misture bem e polvilhe o queijo ralado; Leve ao forno médio para que o queijo fique gratinado; Já está pronto para servir! Para este delicioso macarrão, uma dica é substituir a maionese por requeijão cremoso: uma combinação igualmente deliciosa! Sobrou algum ingrediente? Veja como armazenar alimentos em potes plásticos na geladeira! Para beber Para acompanhar a refeição, recomendamos um bom vinho. Seja ele branco ou tinto, escolha a seu gosto para dar um requinte, uma elegância. Não se esqueça de colocar uma bela toalha de mesa, além de investir em algumas velas, tornando a iluminação do ambiente favorável para uma boa conversa enquanto desfrutam do jantar. A sobremesa É claro que ela não poderia faltar! E de sobremesa escolhemos um brownie, simples e com ingredientes que você já tem em casa. Vamos a eles: 4 ovos; 1 e 1/2 xícara de açúcar; 1 xícara de farinha de trigo; 3/4 xícara de margarina; 3 xícaras de chocolate em pó; 2 colheres (chá) de baunilha. Preparação: Preaqueça o forno em temperatura média (180º C). Unte uma assadeira. Bata os ovos com o açúcar até formar um creme. Adicione a farinha aos poucos e continue batendo. Derreta a margarina e misture bem com o chocolate em pó. Junte com a massa, acrescente a baunilha e despeje na forma. Leve ao forno e asse por cerca de 20-30 minutos. Retire do forno, deixe esfriar um pouco e sirva. Há, também a opção de cobertura, que vai: 1 lata de leite condensado; 3 colheres de sopa de cacau em pó; 1 colher de sopa de manteiga; Aí basta misturar os três citados acima numa panela em fogo baixo, até começar a desgrudar do fundo da panela. Depois e só passar a cobertura em cima dos brownies, após um tempinho fora do forno. A dica para os brownies é deixar com que eles esfriem para cortar e servir. Se for servi-los quente (com sorvete ficam excelentes), deixe esfriarem após o forno e os esquente no micro-ondas. Bem, acreditamos que esteja preparada (o) para um jantar inovador de Dia dos Namorados. Desejamos toda a sorte para você nesta data especial! Continue acompanhando nosso blog para mais conteúdos interessantíssimos! Ainda no clima de junho, veja nosso artigo sobre como organizar uma festa junina.

Categoria: Receitas
Postado por: pleion
15/05/2017 - 11:54
Como fazer para ser lembrado como um ótimo restaurante e, assim, fidelizar clientes? Quando falamos de restaurantes, muitas situações vêm à nossa cabeça, tanto as boas quanto as ruins: lembramos daquela refeição maravilhosa, seguida por uma bela sobremesa e, também, daquela comida fria acompanhada de um péssimo atendimento. Ser lembrado da primeira forma (como uma memória prazerosa), requer alguns cuidados em relação aos funcionários, ao ambiente e à metodologia utilizada. Mas antes de explicá-los, vamos entender a importância de fidelizar clientes! Por que trabalhar para fidelizar clientes em meu restaurante? O primeiro ponto a se destacar é que conseguir novos clientes pode custar de 5 a até 7 vezes mais do que manter um já existente. Outro fator crucial é que eles agregam valor ao seu negócio! Sim, isso mesmo. O consumidor fiel costuma agir como um entusiasta da marca, divulgando aos amigos, colegas e familiares a qualidade oferecida por aquele estabelecimento. E isso resulta em mais frequentadores para seu restaurante. As redes sociais também desempenham um papel relevante, uma vez que é possível compartilhar a experiência e avaliar a comida, o atendimento e o ambiente. Sabendo desses benefícios, veja 6 dicas de como cumprir essa tarefa! 1. Engaje no atendimento para fidelizar clientes O tratamento oferecido deve ser um diferencial da casa: essa é a hora de mostrar o porquê escolher esse restaurante, e não outros. O ideal é um funcionário experiente, que saiba se adequar a cada tipo de cliente, aproveitando as oportunidades de conquistá-lo. O atendimento também é responsável por mostrar o local. Além de apenas entregar os cardápios, é necessário que eles saibam tirar as dúvidas referentes à comida e ao pagamento, por exemplo. Quando se tratar de um visitante de primeira viagem, mais cuidado ainda: a primeira impressão é a que fica!  2. Motive a equipe A qualidade do serviço oferecido está diretamente ligada à motivação dos colaboradores. Uma equipe motivada atrai e mantém clientes com sucesso. Veja algumas maneiras de motivar a equipe: - Reconhecimento Parabenize-os ao realizarem uma tarefa com qualidade, independentemente de seu cargo. - Ouça Um passo que gera credibilidade, para ambas as partes, é receber o feedback de quem vivencia aquele trabalho diariamente. - Ofereça treinamentos e incentive O treino é uma forma de capacitá-los e, ainda, evidenciar a importância do time, já que está sendo feito um investimento em cima dele. - Mantenha a palavra Manter a palavra é sinônimo de confiança. E quando há confiança dentro um grupo, outros valores, como responsabilidade e respeito, são trazidos junto, aumentando a produtividade de cada um. 3. Atente-se ao ambiente A refeição pode estar deliciosa e o atendimento impecável, mas se o ambiente desagradar, a fidelização torna-se impossível. Por isso, escolha a decoração de acordo com o tipo de público e negócio. Não faz sentido um restaurante mexicano possuir itens da cultura norte-americana, não é mesmo? O som ambiente também é um fator a se prestar atenção, pois é levado em conta pelo cliente no momento de decidir se volta ou não ao lugar. Saiba adequar o som ao público. 4. Mantenha a organização e a limpeza A organização e a limpeza são itens indispensáveis! A credibilidade passada por um local limpo e organizado é bem maior do que outro sem esses dois fatores. Os processos organizacionais vão desde o estoque (para aumentar a eficiência da cozinha) até as mesas e seu posicionamento. Para a estocagem, aconselhamos o uso de caixas plásticas, como as caixas empilháveis, que diminuem as chances de danificação das mercadorias e são mais fáceis de se lavar do que outros materiais, como madeira. Aproveite e veja como fazer o controle de estoque em seu restaurante! Já a limpeza consiste em manter o restaurante sempre higienizado. Para isso, existem alguns atalhos: usar bandejas plásticas, por exemplo, faz com que a quantidade de restos na mesa seja diminuído. E os próprios clientes podem depositá-las em um local específico. Se ainda tiver alguma dúvida, confira o nosso artigo Por que o seu estabelecimento precisa de bandejas plásticas? 5. Ofereça benefícios Atualize suas estratégias de marketing para incentivar os consumidores a voltarem! São muitas oportunidades: descontos na segunda visita, descontos progressivos, cartão fidelidade, entre outros. Analise as possibilidades para ver qual é mais atrativo ao momento. 6. Busque feedback dos clientes Não há melhor maneira de descobrir o que precisa ser melhorado! Eles tiveram uma experiência, e cabe ao encarregado do atendimento saber como foi: qual o melhor prato? Faltou algo? A bebida estava boa? Gostaram da música? Trata-se de uma investigação sutil para avaliação futura, buscando aprimorar ou adaptar o que não estava de acordo com o esperado. Fidelizar clientes não é uma missão simples, mas com essas dicas você pode melhorar a sua estratégia e alcançar esse objetivo. Não se esqueça de continuar acompanhando as novidades em nosso blog!

Categoria: Dicas
Postado por: pleion
28/04/2017 - 17:26
Cozinhar é, por muitos, visto como uma arte: existem temperos, métodos e pratos que são constantemente avaliados como obras primas pelos especialistas das áreas. Muito mais do que isso, o ato de cozinhar, em nosso dia a dia, é terapêutico e pode ser usado como uma ferramenta de aproximação entre pessoas. Exatamente! Quando você tem a prática de dividir tal experiência com alguém, torna-se um hábito prazeroso e criador de vínculos. Não só enquanto cozinha: o depois, quando a mesa é servida, seja para dois ou para a família inteira, e todos começam a comer, também faz parte de um rito social que estreita as ligações. E por último, mas não menos importante, gera lembranças inesquecíveis! Quer ver só? Quem não se lembra daquele delicioso cheiro de tempero, de quando éramos criança e esperávamos ansiosos pelo almoço? Bem, agora que você já sabe a importância que cozinhar pode ter para sua vida e para quem é próximo, veja abaixo algumas dicas de como se aperfeiçoar na culinária! 1 – Mantenha o ambiente organizado e limpo Um fator crucial para o andamento da receita, é a organização! Para que os ingredientes e utensílios tenham lugar para serem colocados sobre a mesa ou sobre a pia, guarde a louça e outros objetos a fim de otimizar o espaço. Se houver louça para lavar, o ideal é eliminar essa tarefa antes de começar a cozinhar. 2 – Prepare a mesa Você deve estar se perguntando: mas antes de fazer a comida? Isso mesmo! Nem sempre haverá um tempo enquanto cozinha para preparar a mesa de acordo com a ocasião. Então, para que a comida quentinha não esfrie, é uma boa prática já deixar a mesa posta. 3 – Saiba exatamente o que vai fazer Às vezes, ao vermos alguma receita na televisão ou até mesmo na internet, nos empolgamos com o resultado e esquecemos de nos atentar aos detalhes do prato. Para evitar algum imprevisto, como a falta de algum componente (sal, açúcar, pimenta etc), anote o passo a passo do que será feito e, se necessário, veja tutoriais e dicas para a receita em questão. 4 – Separe o que será usado Confira em seu livro de receitas ou anotações todos os ingredientes e os deixe no lugar de mais fácil acesso para suas mãos. Para a separação, é possível e recomendando por nós da Pleion, utilizar potes plásticos que facilitam esse processo. Não se esqueça dos utensílios de cozinha: espátula, colher, medidor, entre outros. Aproveite e aprenda a fazer conserva em potes plásticos! 5 – Investigue opções de acompanhamento Não se prenda fielmente à receita: procure por opções de acompanhamento que combinem, tanto em termos de alimentos quanto de bebidas. Hambúrguer com maionese, carne de panela com batata, pizza e azeite, goiabada com queijo, da fome só de pensar! Existem muitos exemplos e, nessa etapa, é interessante investigar outros e até inovar, afinal, nunca se sabe de onde surgirá uma boa ideia. 6 – Ponha a mão na massa e comece a cozinhar Chegou a hora tão esperada de começar a pôr a mão na massa! Aqui, temos de tomar cuidado com distrações do dia a dia. Pode ser o (a) filho (o) te chamando, um telefonema, qualquer coisa que tire sua atenção da cozinha. O problema está em se perder no andamento do prato ou deixar as panelas no fogo e perder tudo o que já foi feito. Deixando esses empecilhos de lado, confie em suas habilidades e complete a receita! 7 – Sirva adequadamente Alguns pratos possuem peculiaridades na hora de servir. A sopa, por exemplo, pode ser servida em pratos ou cumbucas. Atente-se a essas possibilidades para que os pratos sejam servidos adequadamente. E caso sobre, evite desperdícios lendo nosso artigo: como conservar marmita em potes herméticos? Gostou do conteúdo? Continue navegando pelos artigos do nosso blog e cadastre-se para receber as novidades direto em seu e-mail!

Categoria: Dicas
Postado por: pleion
15/03/2017 - 14:53
Como organizar o guarda-roupa? De tempos em tempos nos fazemos essa pergunta. Se você tem um closet espaçoso, certamente não tem muitos problemas para mantê-lo em ordem. No entanto, quando se trata de um armário mais compacto, a missão é complicada. A boa notícia é que com um pouco de boa vontade, organização e alguns itens, é possível concluir essa missão com sucesso. Pensando nisso, a Pleion separou uma série de dicas para manter o móvel limpo e arrumado, acompanhe: Como organizar o guarda-roupa em 16 passos 1 – Reserve algumas horas para a tarefa, escolha um look confortável e mãos à obra; 2 – Tire todas as peças, sapatos e acessórios e espalhe sobre a cama. Não esqueça de setorizar os itens para facilitar a arrumação; 3 – Separe as roupas que não usou nos últimos meses e doe. Deixe uma caixa apenas para essa finalidade; 4 - Se tiver dúvidas sobre o destino de algum traje, selecione e decida depois; 5 – Limpe o guarda-roupa. Tire o pó e passe um pano úmido com vinagre de vinho branco. A solução ajuda a eliminar o mofo; 6 - Defina o que será pendurado e organize nos cabides. Para liberar espaço, nas estações mais quentes guarde as peças mais pesadas em outro lugar. No frio, inverta as posições. Utilize os aéreos do móvel e, se preferir, acomode o vestuário em caixas plásticas organizadoras. 7 - Coloque nos cabides apenas os trajes que mais amassam ou que são mais difíceis de dobrar, como camisas, saias e vestidos; 8 - Separe as camisas por cores para não perder muito tempo procurando as peças quando quiser usar; 9 - Para guardar os sapatos use as caixas dos próprios calçados ou saquinhos de TNT com faixa transparente para identificação; 10 - Pendure os lenços e cintos em cabides ou use a parte interna da porta do armário; 11 - Escolha uma parte para acomodar suas bolsas. Para não deixá-las espalhadas, use caixas organizadoras plásticas com tampa; 12 - Antes de organizar as gavetas, visualize onde irá acomodar cada tipo de peça. A dica é escolher uma para as roupas íntimas e meias, outra para as camisetas e blusinhas, shorts e assim por diante; 13 - Invista em organizadores para arrumar a gaveta destinada às lingeries. Assim, é mais fácil manter a organização por mais tempo, além de identificar as peças com mais facilidade; 14 - Para não perder tempo procurando combinações de roupas de cama, coloque os lençóis dentro das fronhas. Além de ser mais prático, você economiza espaço no armário. 15 - As gavetas com rodinhas localizadas embaixo da cama são ótimas opções para acomodar toalhas, lençóis e cobertores. Quer receber mais dicas de organização? Continue acompanhando as nossas atualizações!

Categoria: Dicas
Postado por: pleion
Armazenagem
Autossuficiência
Planejamento
ISO 9001:2008
Estoque permanente para fornecimento contínuo, pontualidade e agilidade para você.