ATENDIMENTO PLEION: (11) 4162.6210

Garantia de qualidade em plásticos para o seu negócio

Pague em até 48X no cartão BNDES

Veja os artigos completos em nosso blog.

10/01/2017 - 10:51
São muitas as tarefas que envolvem a gestão de um restaurante. E todas elas são fundamentais para o sucesso do negócio. Porém, algumas funções, principalmente as concentradas atrás do balcão, são vistas como secundárias, quando, na verdade, deveriam ter igual ou maior importância, como o controle de estoque. Registrar a entrada e saída de alimentos pode ter uma papel decisivo nas contas no final do mês. Afinal, o gerenciamento de compras ajuda a eliminar custos desnecessários que, de certa forma, interferem na qualidade e lucro do estabelecimento. Alimentos com o data de validade vencida, quebras e produtos comprados em excesso são apenas algumas das situações que podem ser controladas com um inventário. A contagem pode ajudar a aumentar a margem de lucro do food service e, de quebra, alavancar a eficiência dos serviços realizados na cozinha. Veja algumas dicas de como aprimorar o controle de estoque do seu restaurante! 5 Dicas para não errar no controle de estoque 1 - Classificação de produtos Organizar todas as mercadorias por categoria é o primeiro passo para o controle de estoque. Os itens podem ser separados de forma genérica, como bebidas, carnes e peixes, enlatados, conservas, verduras, legumes e assim por diante. 2 – Armazenamento e organização A forma de armazenamento é fundamental para manter os alimentos em boas condições, protegidos de bactérias e sujeiras e organizados de uma forma inteligente.  Coloque os produtos mais perto do prazo de validade e os mais usados alinhados em locais estratégicos. É importante salientar que a ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) impõe algumas regras na estocagem de alimentos. Uma delas aponta que os locais destinados aos produtos devem estar rigorosamente lavados e desinfetados. Mantenha as mercadorias afastadas, pelo menos 10 cm da parede e 60 cm do teto, para permitir a circulação de ar e empilhe o estoque de forma alinhada e em uma altura que não prejudique as características dos produtos. Uma boa dica é substituir as caixas de madeira pelas de plástico, como as caixas empilháveis, que podem ser higienizadas com mais facilidade. Além de manter o ambiente organizado, ajuda a diminuir o número de quebra de mercadorias.  3 - Faça estatísticas da movimentação Todos os números são importantes na administração de um estabelecimento. Portanto avalie mensalmente ou semanalmente a saída e entrada dos produtos. Registre quais vendem mais e preste atenção aos detalhes, como o período. Alguns mantimentos saem mais em uma época do ano, mas estagnam em outras. 4 - Estabeleça procedimentos de controle de estoque Para evitar erros é fundamental redefinir processos internos. Utilize um sistema de gestão e dê baixa toda vez que um produto for vendido ou utilizado.  O sistema também ajudará a analisar o que precisa de reposição. 5 - Faça inventário regularmente A contagem do estoque é demorada, trabalhosa e exige a colaboração de toda a equipe para que tudo saia bem. Porém, é uma tarefa essencial para manter os números atualizados e evitar prejuízos. O ideal é fazer uma vez por mês e não avisar a data, para que alguns funcionários não consigam manipular algum detalhe de funcionamento. A ideia é ajustar todos os processos e controlar a qualidade, recebimento e saída de mantimentos, aumentando a margem de lucro do seu negócio. Quer receber mais dicas? Assine a nossa newsletter!

Categoria: Dicas
Postado por: pleion
19/12/2016 - 11:31
Otimizar o espaço e manter a casa arrumada é um desafio e tanto, mas com a ajuda de alguns itens, como cestas e caixas organizadoras de plástico, é possível concluir a tarefa com tranquilidade e ainda dar um toque especial na decoração. Úteis em diversos cômodos, como despensa, cozinha, sala e quartos, os utensílios deixam os espaços mais funcionais e não comprometem a aparência dos ambientes. Uma das principais vantagens de utilizar caixas organizadoras é a variedade de tamanhos e modelos, que podem ser escolhidas de acordo com o gosto e finalidade. Os itens de plástico, por exemplo, são ideais para guardar objetos que precisam de uma identificação rápida. A seguir, veja algumas dicas de como arrumar cada cantinho da sua casa e que tipos de pertences guardar nos organizadores. Itens que podem ser armazenados em caixas organizadoras de plástico Cada parte da casa tem as suas particularidades. Por isso, separamos os artigos que podem ser dispostos nos organizadores de acordo com cada cômodo. Acompanhe: 1 – Quarto infantil Se você tem crianças em casa, a dica é usar caixas organizadoras multi-uso, que são maiores e possuem profundidade para guardar os brinquedos dos pequenos. Geralmente, após a brincadeira, é comum ver peças de jogos, carrinhos e bonecas espalhados pela casa. Concentrar os objetos de diversão em um só lugar é prático e fácil. Além disso, as crianças podem aprender com facilidade a arrumar a caixa de brinquedos. 2 – Quarto Adulto Peças de roupas sazonais, documentos, fotos, cintos e outros itens podem ser armazenados em caixas. No nosso post “Otimize o espaço do quarto com caixas plásticas organizadoras” você pode encontrar mais dicas para deixar o seu quarto ordem por mais tempo. 3 – Banheiro O banheiro é o cantinho mais íntimo da casa e precisa estar limpo e organizado. Por ser um cômodo, geralmente, menor, em comparação aos outros, fica mais difícil acomodar todos os produtos e acessórios necessários. Os materiais de higiene podem ser dispostos em cestas e caixas, assim como algumas toalhas de rosto. Para os pais com crianças em casa, a dica é colocar os brinquedos de banho em uma caixa plástica transparente, que além de útil, seca rápido, mantendo o ambiente organizado. 4 – Despensa As despensas normalmente são pequenas, mas mesmo que seja um espaço no armário da cozinha, ela precisa de ordem. E as caixas organizadoras de plástico são ideais para essa finalidade. Se quiser dicas de como manter esse cantinho arrumado, clique aqui! 5 – Sala Local de muita circulação, a sala é um dos cômodos que mais preocupam os anfitriões. Uma opção para evitar pertences jogados é colocar uma caixa coletora de bagunça, principalmente se você mora em um sobrado. Livros, Cds e documentos também podem ser guardados em caixas organizadoras de plástico com tampa, que podem ser acomodadas em estantes. Quer receber mais dicas? Assine a nossa newsletter e continue acompanhando as novidades e promoções!

Categoria: Organização Doméstica
Postado por: pleion
22/11/2016 - 10:50
Os potes plásticos são indispensáveis em qualquer cozinha. Usados para armazenar as famosas marmitas e sobras das refeições, os itens também são excelentes opções para acondicionar doces. Sobremesas cremosas, doces específicos, frutas e mantimentos secos, como bolachas, por exemplo, podem ser acomodadas nos recipientes. O importante é que os produtos tenham qualidade e tampas com uma boa vedação. Para evitar que os biscoitos fiquem murchos ou estraguem é preciso mantê-los longe da umidade e da luz. Opte por potes de plástico hermeticamente fechados e guarde-os na geladeira, de preferência na gaveta inferior, direcionada para os vegetais. Assim, eles ficarão crocantes e com o sabor preservado. As vasilhas de vidro também servem para armazenar doces e bolachas, mas além de serem pesadas e difíceis de transportar, elas quebram mais facilmente, diferente do plástico. A recomendação é investir em potes plásticos sem bisfenol A e, é claro, higienizar os itens após o uso. Conheça mais dicas de limpeza e manutenção de potes plásticos! Para evitar manchas e odores nos potes plásticos é ideal separar os recipientes direcionados para doces, salgados, temperos, molhos e alimentos secos. Outra dica é deixá-los de molho na água morna com detergente ou bicarbonato de sódio. É importante ressaltar que cuidar da manutenção dos itens plásticos ajuda a proteger o material de possíveis danos no futuro. Além disso, é fundamental investir em potes de qualidade e jogar fora os antigos que estejam rachados. A Pleion, referência na fabricação de componentes plásticos para os setores alimentício e cotidiano, possui produtos que passam por um rigoroso controle de qualidade. Saiba mais sobre a marca: Por que investir em potes plásticos Pleion? Aplicar potes na imagem com doces e bolachas A Pleion está no mercado há vinte cinco anos e, para se manter na liderança do segmento de itens plásticos, investe continuamente em inovação e capacitação para colaboradores. Entre as principais características da empresa estão: Alta qualidade de materiais; Sustentabilidade; Controle de qualidade (ISO 9001:2008); Agilidade na entrega. Além dos potes herméticos, bioprátikos e multi-uso, a Pleion possui diversos produtos em seu catálogo, como bandejas fast food, caixas organizadoras, organizadores, porta ovos, entre outros produtos. Acesse o site e conheça todos os produtos da empresa!

Categoria: Organização Doméstica
Postado por: pleion
09/11/2016 - 11:03
A grana tá curta? Que tal investir em potes herméticos para levar as famosas “marmitas” para o trabalho? Além de economizar, a opção também é mais saudável para quem deseja perder peso. Afinal, escolher o que comer e controlar a quantidade que é ingerida é o primeiro passo para eliminar os quilos a mais. Os cuidados não se restringem a preparação dos alimentos. É preciso prestar atenção também na conservação e deslocamento dos potes plásticos. Assim, é possível manter a refeição fresquinha, como se tivesse sido feita na hora. As marmitas devem ser refrigeradas adequadamente até a hora da alimentação, principalmente nos dias de temperatura mais alta. Por isso, é fundamental investir em itens plásticos de qualidade e sem bisfenol A. Os potes herméticos de plástico também são excelentes para carregar saladas e frutas, alimentos que devem ser armazenados separadamente. A seguir, acompanhe algumas orientações para aproveitar da melhor forma todo o sabor da comida caseira: Potes herméticos: 5 Dicas para deixar a sua marmita fresquinha 1 - Preparação Prepare a refeição até no máximo até 24 horas antes de comer. Até lá, mantenha o receptáculo fechado e conservado na temperatura adequada. 2 - Verduras e legumes Leve as folhas verdes em um recipiente plástico separado e sem tempero. Sal, vinagre e azeite só devem ser adicionados no momento da refeição. Os ingredientes ajudam a liberar mais água, o que favorece à contaminação da comida. Se optar por legumes, prefira-os cozidos ou refogados. Dessa forma, não estragam facilmente. 3 - Bolsas térmicas Se você demora muito tempo para chegar ao trabalho, transporte a marmita em uma bolsinha térmica. Elas conservam a comida por até três horas, sem correr o risco de estragar. Ao chegar no escritório, coloque-a na geladeira. 4 - Higienização de recipientes Os potes herméticos devem ser lavados imediatamente após o uso. Ao chegar em casa, a dica é deixar o item de molho em uma solução de água e cloro entre 10 e 15 minutos. Depois, enxague e deixe secar naturalmente. 5 – Material Os recipientes de plástico sem bisfenol A são as melhores opções para transportar e armazenar as suas refeições. Além de leves, você pode colocá-los tanto no micro-ondas quanto no freezer sem se preocupar com a contaminação dos alimentos. Os potes de vidros também são indicados, porém são mais pesados. Já os recipientes em alumínio não devem ser colocados no micro-ondas em hipótese nenhuma, pois o material altera o sabor dos alimentos e aumenta o risco de contrair alergias. A Pleion é referência na fabricação de plásticos. Há 25 anos no mercado, a empresa oferece potes herméticos de plástico sem bisfenol, com cantos arredondados para, facilitar a limpeza e com vedação total, para manter os alimentos frescos por mais tempo.

Categoria: Dicas
Postado por: pleion
Armazenagem
Autossuficiência
Planejamento
ISO 9001:2008
Estoque permanente para fornecimento contínuo, pontualidade e agilidade para você.